Calendário de Vacinação na Bahia

Mais de 9,5 milhões de crianças de um a menores de cinco anos já foram vacinadas contra o sarampo e a poliomielite, o que equivale a 85% da média nacional de imunização, segundo balanço divulgado neste sábado, 1º, pelo Ministério da Saúde.

Até o momento, a campanha na Bahia alcançou 80,76% do público-alvo em relação à vacina contra a pólio e 80,16% contra o sarampo. O percentual está abaixo da meta de imunizar 95% do público. Até o momento, somente seis estados (Espírito Santo, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia, Amapá e Sergipe) conseguiram alcançar a meta.

O último dia oficial da Campanha de Vacinação contra Pólio e Sarampo foi esta sexta-feira, 31, mas o Ministério da Saúde orientou que os estados e municípios com imunização abaixo da meta abrissem os postos de saúde neste sábado. A expectativa é que, com a mobilização, a vacina seja aplicada em 1,6 milhões de crianças que ainda não estão protegidas contra as duas doenças. A Campanha deste ano é indiscriminada, por isso, todas as crianças nessa faixa etária devem se vacinar, independente da situação vacinal.

Salvador é uma das cidades que realizam o segundo Dia D de mobilização da campanha neste sábado. São 82 pontos disponíveis – entre postos de saúde, igrejas, escolas, associações de moradores, supermercados e prefeituras-bairro –, além de 24 volantes de atendimento em domicílio, nos locais de difícil acesso.

O atendimento acontece até as 17h e marca o final da estratégia de imunizar 134 mil crianças de 1 anos a menores de 5 anos na capital baiana. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, foram vacinadas até o momento cerca de 71 mil crianças, que corresponde a 53% do alvo da campanha.

Até o dia 28 de agosto, foram confirmados 1.553 casos e 6.975 permanecem em investigação. Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo: no Amazonas que já computa 1.211 casos e 6.905 em investigação, e em Roraima, com o registro de 300 casos da doença, sendo que 70 continuam em investigação. Entre os confirmados em Roraima, 9 casos foram atendidos no Brasil e estão recebendo tratamento, mas residem na Venezuela.

Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela, país que enfrenta um surto da doença desde 2017.  Alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (2), Rio de Janeiro (18); Rio Grande do Sul (16); Rondônia (2), Pernambuco (2) e Pará (2). O Ministério da Saúde permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário aos Estados.

Até o momento, no Brasil, foram confirmados 7 óbitos por sarampo, sendo 4 óbitos no estado de Roraima (3 em estrangeiros e 1 em brasileiro) e 3 óbitos no estado do Amazonas (todos brasileiros, sendo 2 do município de Manaus e 1 do município de Autazes).

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.