Uma gama de sentimentos toma conta de minha alma, neste momento, diz Geddel

Ex- aliado do governo do PT, o candidato ao Senado Geddel Vieira Lima (PMDB) teceu um rosário de críticas à administração de Jaques Wagner, durante discurso na manhã desta segunda-feira (14), na cerimônia que anunciou oficialmente a chapa da oposição. “Uma gama de sentimentos toma conta de minha alma, neste momento. Mas, o maior, é a alegria. […] Não existe mais Geddel: existe Paulo Souto e Geddel. Ele vão querer comparar o governo deles com o seu [Souto]. É o governo da TV, com o governo que a gente vê.  Essa gente que está aí, já deu”, disparou. “Eles criaram um novo modelo para construir uma fábrica de automóveis. Enterraram um carro, pensando que iria brotar uma árvore de carrinhos. Você vai lá e vê que não tem fábrica nenhuma”, acusou. O peemedebista também comentou a primeira reação que teve quando soube que foi preterido a Paulo Souto, escolhido para concorrer na vaga de governador. “Eu confesso que o primeiro impacto foi o da frustração. Deparei-me em minhas reflexões, com o caminho a trilhar: buscar uma candidatura solo ou ser fiel aos ensinamentos que tive com meu pai: ‘não deu; segue a página’. Foi com esse sentimento que tomei solitariamente a minha decisão. Depois de ouvir a todos”, arrematou. 

gedel

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.