TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL

Dados do Tribunal Superior Eleitoral apontam que o percentual de candidatos negros cresceu nas eleições de 2018 em comparação com o último pleito presidencial, em 2014. O número, porém,  segue abaixo da proporção encontrada na população brasileira.

 

Das mais de 28 mil candidaturas registradas junto ao TSE neste ano, cerca de 12,9 mil se declaram como pardas ou pretas, o que corresponde a 46,2% do total. Segundo classificação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), pardos e pretos são considerados como negros em conjunto. Já 52,7% dos candidatos se declaram brancos.

 

Nas eleições gerais de 2014, 44,3% dos candidatos eram negros e 55% eram brancos, um aumento de 1,9 ponto percentual para os negros e uma queda de 2,2 pontos percentuais para os brancos. Não é possível comparar com eleições anteriores, já que os dados de cor de pele dos candidatos não eram contabilizados antes de 2014.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.