Siamesas baianas que passaram por cirurgia de separação têm quadro clínico agravado

As siamesas separadas, Fernanda e Júlia Naves, estão internadas em estado gravíssimo, de acordo com boletim médico divulgado pelo Hospital Materno Infantil (HMI), neste sábado (16), em Goiânia.  As gêmeas baianas passaram por uma cirurgia de separação na última quarta-feira (13) e, desde então, seguem internadas no hospital (leia mais aqui). Segundo o G1 Goiás, com informações da assessoria do hospital, Júlia já estava em estado grave, mas teve uma piora por não conseguir se estabilizar totalmente. Já Fernanda já havia apresentado um momento de instabilidade na última quinta (14) devido a um pneumotórax, que é o excesso de ar no diafragma. De acordo com o cirurgião pediátrico Zacharias Cali, o problema dificulta a respiração, então, um dreno de emergência foi implantado na criança. “Logo que percebemos, já foi colocado o dreno de emergência, que tira o ar para fora do diafragma e ela voltou a ficar estável. Esse dispositivo deve ser removido em dois ou três dias só com uma anestesia local”, esclareceu ao G1 Goiás. No entanto, Fernanda voltou a piorar. A unidade solicita doações de sangue O positivo para as irmãs. Unidas pelo tórax e abdômen, as gêmeas de Itamaraju, no interior da Bahia, compartilhavam o fígado e uma membrana do coração.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.