Sesab registra queda de 27% em atendimentos do Carnaval

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) registrou, até as 18h deste domingo, 60 atendimentos relacionados ao Carnaval nas unidades de pronto atendimento do Estado. Este número é 27,7% menor do que o contabilizado no mesmo período de 2016. A unidade com maior número de ocorrências é o Hospital Geral do Estado (HGE), com 41 notificações, sendo 25 vítimas de agressão física, cinco por queda, três por intoxicação exógena, três por exposição ao fogo, duas de agressão por arma de fogo, dois atropelos e um por ferimento acidental. Já nos hospitais gerais Ernesto Simões Filho (HGESF), Roberto Santos (HGRS), Menandro de Faria (HGMF) e Eládio Lasserre (HEL) foram registrados 17 atendimentos relacionados à folia momesca. Nas unidades de emergência do Curuzu e de Pirajá foram registrados apenas dois atendimentos por agressão física, sendo um em cada uma delas. No sábado (25), primeiro dia de funcionamento dos postos de testagem rápida para diagnóstico de sífilis, HIV/Aids e hepatites B e C na capital baiana, foram feitos 225 atendimentos. Destes, cinco foram reagentes para HIV, todos do sexo masculino, que foram orientados e encaminhados para o tratamento. Também foram detectados 17 casos de sífilis, sendo nove em homens e oito em mulheres, enquanto o teste para Hepatite B contabilizou um caso, sendo outro registrado para Hepatite C. Já em Porto Seguro, dos 280 atendimentos foram notificados seis reagentes positivos para sífilis e um para HIV/Aids.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.