Sant’Ana vai definir se efetiva Preto depois de cinco jogos

Presidente tricolor está dando tempo para comissão técnica mostrar que pode permanecer até o fim da Série A

Enquanto o Bahia se prepara para mais um confronto no Brasileiro, a diretoria segue analisando o trabalho de Preto como treinador e de toda a comissão técnica do clube. Em entrevista ao Programa do Esquadrão, o presidente Marcelo Sant’Ana falou sobre o prazo para avaliar os funcionários e poder decidir se haverá ou não efetivação deles.

“O prazo, internamente, era de quatro a cinco jogos, para observar o trabalho do Preto com essa comissão. A partida do Vasco vai ser a quarta dele. É um prazo que não foi escolhido à toa”, explicou.

Nas entrevistas, os jogadores seguem fazendo lobby para permanência do então técnico interino. O goleiro Jean, por exemplo, é a favor da efetivação de Preto. “É um cara que todo mundo gosta aqui dentro do clube, muito querido. Como a gente tem o Carille aí do Corinthians, que era auxiliar do Tite e hoje está líder do Brasileiro. Então acho que a gente tem que dar um voto de confiança para o Preto, deixar ele até o final do campeonato. É um cara que todo o grupo respeita, gosta. Com certeza vai nos ajudar muito”.

Entendendo o apelo, Marcelo  Sant’Ana foi taxativo e disse que para o desejo ser atendido, os resultados precisam aparecer. “Os jogadores já nos procuraram para defender o trabalho do Preto. A posição foi muito clara: para o jogador defender o técnico, seja quem for, o que a gente quer ver é resposta dentro de campo. Ter manifestações é importante, passa confiança para o profissional, para as outras pessoas que integram a comissão técnica, mas a primeira resposta do futebol é dentro de campo”, deu o recado.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.