Salvador acorda sem ônibus neste domingo

Salvador amanheceu sem ônibus neste domingo, 20, assim como prometido pelo sindicato dos rodoviários. A paralisação da categoria ocorre por conta da falta de acordo entre os trabalhadores e o patronato, que afirma que não pode dar o reajuste de 6% na remuneração e de 10% no tíquete pedido pelos funcionários do Consórcio Integra.

Para atender as pessoas que precisam sair neste domingo, a Prefeitura de Salvador autorizou a circulação dos 300 micro-ônibus (os amarelinhos) do Subsistema de Transporte Especial Complementar (Stec) em oito localidades de Salvador, como Vasco da Gama, Cajazeiras, Liberdade, Cabula, Pirajá, São Caetano, além da avenida Suburbana e em toda a extensão da orla.

Com isso, vias como a avenida ACM, Bonocô e Paralela não serão atendidas por esse sistema, que vai cobrar meia-passagem típica dos domingos, no valor de R$ 1,85. Os proprietários de veículos de transporte escolar também foram autorizados a fazer o transporte coletivo.

Nesta segunda, 21, o sindicato dos rodoviários e patronato se encontram em uma nova mesa de negociação, mediada na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), na avenida Tancredo Neves.

O encontro tem como objetivo fazer com que as partes entrem em um acordo. Com isso não ocorra, os trabalhadores prometem fazer uma greve, por tempo indeterminado, a partir da 0h de quarta, 23.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.