Remédio vai subir de preço

Depois dos aumentos do combustível, que começou no dia de ontem, e da conta de energia, o consumidor baiano pode se preparar para mais um acréscimo que vai pesar, e muito, no bolso. A partir do dia 31 de março, os medicamentos sofrerão um reajuste médio de 4% – os de uso contínuo entre 4% e 5%. Neste ano, com as modificações no cálculo utilizado para determinar o preço destes produtos, a expectativa do governo é de que haja uma maior concorrência na indústria farmacêutica.

 

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.