Receita Federal: Mais de 1.300 empresas baianas caem na malha fina

A Receita Federal enviou para 25,5 mil contribuintes pessoa jurídica em todo o país correspondência com informações sobre inconsistências identificadas em declarações entregues ao órgão.

As correspondências orientam as empresas selecionadas a consultarem pela internet as divergências identificadas e a espontaneamente corrigirem a sua situação.

O projeto, que teve início em fevereiro, busca aplicar às pessoas jurídicas o mesmo princípio já adotado na malha fina da pessoa física, em que as pendências das declarações podem ser acompanhadas em extrato disponível na página da Receita Federal na internet.

Dessa forma, o projeto tem como objetivo principal incentivar que as empresas regularizem por conta própria a sua situação, sem que haja a necessidade de abertura de procedimento de fiscalização pelo órgão.

Nas primeiras verificações, foram selecionados 1.383 contribuintes da Bahia entre os que apuraram imposto de renda com base no lucro presumido, no ano-calendário de 2012.

As inconsistências dos dados declarados por essas empresas ultrapassam os R$ 129 milhões. No Brasil, os indícios apontam para divergências de tributos que alcançam os R$ 7 bilhões, incluídos multa e juros.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.