Prefeito anuncia corte de R$30 milhões com terceirizadas e mudanças em secretarias

prefeito

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou na manhã desta sexta-feira (5), durante entrevista coletiva, as mudanças que fará na atual gestão. Neto decidiu cortar 10% dos custos com empresas que prestam serviços à prefeitura. Segundo ele, a expectativa é de que a medida gere economia de cerca de R$ 30 milhões por ano. Além disso, Neto apresentou o projeto de lei que vai mudar a estrutura organizacional da administração.

Segundo o perfeito, o projeto já foi encaminhado para a Câmara, mas não tem previsão para ser votado. Durante a coletiva, Neto disse ainda que espera que o projeto seja apreciado pelos vereadores ainda neste mês, pois a intenção é começar o próximo ano com as mudanças implementadas.

Nova estrutura
O projeto prevê a criação de novas secretarias, autarquias e remanejamento de atividades. Atualmente, existem 12 secretarias, que passarão para 15, caso o projeto seja aprovado. O mesmo acontece com as autarquias, que hoje são seis e passarão a ser sete. Já as três empresas, passarão para quatro. As fundações não sofrerão alterações.

O projeto também cria e extingue cargos, mas o número de 144 será mantido. Segundo Neto, essa mudança não terá impacto no orçamento da prefeitura. “Todas as medidas vão melhorar a qualidade dos serviços prestados à população, aproximando a Prefeitura do cidadão, dinamizando a gestão pública e melhorando os resultados administrativos”, afirmou o prefeito.

Entre as principais mudanças está a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura que muda para Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego. Também foi criada a Secretaria de Cultura e Turismo.

A Secretaria de Infraestrutura e Defesa Civil (Sindec) será Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Defesa Civil. A Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop) passa a se chamar Superintendência de Obras Públicas. Já a Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal) deixa de existir com a criação da Secretaria de Manutenção.

A Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps) também vai abrigar o esporte e passa a se chamar Secretaria de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza. A Secretaria de Urbanismo e Transporte foi desmembrada em duas: Secretaria de Mobilidade e Secretaria de Urbanismo.

A Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador) vai cuidar apenas de trânsito e passa a se chamar Superintendência de Trânsito do Salvador.

Segundo o prefeito, todas as mudanças implicarão na nomeação de novos nomes que irão comandar as secretarias. “Em respeito à Câmara, só depois de o projeto ser aprovado é que vou anunciar os nomes”, disse. Até o momento, o único nome confirmado na reforma é o de Paulo Souto, que irá para a Secretaria da Fazenda.

Para atender a uma recomendação do Tribunal de Contas dos Municípios, a Controladoria Geral do Município deixará a Secretaria da Fazenda e passará a fazer parte do Gabinete do Prefeito. A  Coordenação da Juventude também será criada.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.