POPULAÇÃO SEM ÁGUA: Conserto de adutora é adiado

Ao contrário da previsão da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), de concluir neste domingo, 5, a recuperação da adutora danificada pelas obras no metrô, o serviço não pôde ser finalizado por conta do risco de desmoronamento de terra no local da intervenção, a 11 metros de profundidade.

Com isso, 60% da capital baiana continua com o abastecimento afetado. A Embasa e a CCR Metrô Bahia ainda não têm um novo prazo definido para que a falta de água seja sanada.

Além das 34 localidades com falta de água anunciadas anteriormente pela Embasa, outras 84 estão com o abastecimento ameaçado, entre elas Barra, Campo Grande, Horto Florestal, Pituba e Itaigara.

Enquanto isso, moradores de diversos bairros de Salvador, como Uruguai, Bom Juá, São Caetano e Fazenda Grande do Retiro, que estão sem abastecimento há cinco dias, enfrentam uma maratona para conseguir água em locais como bicas, canos partidos e até em bueiros.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.