População pobre será a mais afetada por mudanças climáticas, diz estudo

Cientistas do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC na sigla em inglês) afirmaram que são “altamente confiáveis” as previsões de que danos residuais aconteçam em diferentes partes do planeta na segunda metade deste século, mesmo com eventual diminuição substancial de emissões de gases de efeito estufa nos próximos anos. A conclusão está presente no segundo capítulo de um relatório sobre o clima global, divulgado neste domingo (30). Ainda conforme o estudo, a população pobre, principalmente de países tropicais, como o Brasil, será a mais afetada por situações de seca e inundação, com risco de insegurança alimentar, na ausência de planejamento para adaptar culturas agrícolas às possíveis realidades. O texto é o segundo volume do quinto Relatório de Avaliação elaborado pelo painel da Organização das Nações Unidas (ONU) e os dados são complementares ao primeiro capítulo do relatório, divulgado em setembro passado, que abordava A Base das Ciências Físicas. Informações do G1.

clima

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.