Pesquisa aponta que aprovação de ACM Neto é de 82%

Dois anos e sete meses após tomar posse do cargo, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM),  segue com a popularidade em alta. A gestão do democrata é aprovada por 82% dos soteropolitanos, aponta levantamento divulgado ontem pelo Instituto Paraná Pesquisas.

Os novos números confirmam o bom resultado obtido por Neto nas duas últimas pesquisas sobre a avaliação dos prefeitos das maiores capitais do país, feitas pelo Vox Populi em janeiro e dezembro do ano passado. Em ambas, ocupou a primeira posição no ranking, com índice de bom e ótimo de 51% e 61%, respectivamente.

Na nova pesquisa, apenas 15,3% dos entrevistados desaprovam a gestão do prefeito, enquanto 2,7% não souberam ou não quiseram opinar. Para 58,3%, a administração é melhor do que a expectativa que tinham. Outros 29,7% consideram a performance de Neto igual ao esperado, enquanto 8,8% acham pior.

O Paraná Pesquisas também mediu a avaliação do prefeito através de quatro recortes: sexo, idade, classe social e escolaridade. Entre os homens, ACM Neto obteve 83,6% de aprovação, ligeiramente superior ao índice positivo atribuído ao prefeito pelas mulheres, que foi de 80,6%.

A aprovação de Neto foi superior a 80% em quatro das cinco faixas etárias da pesquisa: dos 16 aos 24, dos 25 aos 34, dos 45 aos 59 e a partir dos 60 anos. O mais baixo percentual, de 77,7%,  se deu entre os entrevistados com idade entre 35 e 44 anos.

Assim como nos recortes por sexo e idade, os índices separados de acordo com o grau de escolaridade não apresentaram oscilações fora da margem de erro da pesquisa, que é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. A gestão do democrata foi aprovada por mais de 80% pelos eleitores com ensinos fundamental, médio e superior.

Classe social A única diferença significativa no levantamento ocorreu no recorte por classe social. Entre os eleitores com maior poder aquisitivo (A e B), a avaliação positiva da gestão de Neto foi de 89,4%. Em relação aos eleitores da classe C, esse índice é de 82,8%.

A aprovação do democrata cai para 69,6% entre os entrevistados das classes D e E. É justamente nessa faixa que o governo do prefeito obteve seu maior indice de reprovação: 30,4%. No restante, a avaliação negativa não ultrapassou 14%.

De acordo com o diretor do instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidaldo Lopes, foram ouvidos, dos dias 22 a 26 de julho, 604 eleitores dos mais diferentes bairros da capital. Todo o trabalho de levantamento de dados, afirmou Lopes, foi feito através de entrevistas pessoais. O grau de confiança da pesquisa é de 95%.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.