Padre foi assassinado em Stella Maris após interromper pagamento de mesada a jovem

padre

Robson de Souza Oliveira, conhecido como Tito, 26 anos, e André Ferreira do Amaral, o Andrezinho, 28, foram presos em uma pousada de Igrapiúna, Sul da Bahia, na última sexta-feira, suspeitos de terem matado o padre Francisco Carlos de Souza, 50, na Alameda Praia do Flamengo, em Stella Maris, no último domingo.

A dupla confessou o crime para policiais da 33ª Companhia Independente da PM (Valença), responsável pela prisão. De acordo com o titular da 1ª Delegacia de Homicídios, Marcelo Sansão, o padre, capelão do Santuário Mãe Rainha, no Stiep, dava uma mesada para Robson havia três meses, mas interrompeu os pagamentos — o delegado não informou o valor, nem quando e por que o padre deixou de pagar a mesada.

“Os autores tentaram forçar novos valores, e valores mais altos, e houve uma negativa”, explica o delegado Marcelo Sansão sobre a extorsão.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.