Oposição e base dificultam, mas Zezéu é indicado para o TCE

Numa segunda votação, a bancada governista na Assembleia Legislativa conseguiu reverter a derrota do governador Jaques Wagner (PT) na tentativa de emplacar o deputado federal Zezéu Ribeiro (PT) como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Com 35 votos, contra 23 contrários e dois nulos, Zezéu teve, enfim, seu nome aprovado para vaga. No entanto, a sessão de quarta-feira, 29, mostrou toda a fragilidade do apoio à Wagner pela sua bancada. O resultado favorável só foi obtido depois de uma reunião de aliados na sala do presidente da Assembleia, Marcelo Nilo, após a primeira derrota, quando o deputado Carlos Gaban (DEM), indicado pela oposição, obteve 28 votos contra 27 de Ribeiro. Três votos em branco e um nulo reforçaram a derrota do governador. Uma outra votação foi necessária porque nenhum dos dois candidatos havia obtido os 32 votos necessários à aprovação do nome como conselheiro do TCE, cargo para toda a vida, com salário base atual de R$ 26 mil.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.