No Vitória, Souza faz questão de atuar no Ba-Vi e já prepara comemoração de gol

Duas cobras criadas da bola em busca de mais que uma temporada de sucesso. Em tom semelhante, os veteranos Souza e Hugo trocaram pela primeira vez a camisa cinza de treino pela rubro-negra de jogo. Apresentados oficialmente, falaram bastante, não fugiram das perguntas  e esbanjaram confiança em reeditar os melhores momentos de suas  carreiras aqui  no Vitória.

Contrato assinado até dezembro, ambos já estão regularizados. Em comum também, o estágio físico de ambos, que não jogam desde dezembro. Mesmo assim, Souza faz questão de atuar já no próximo dia 23, domingo de Ba-Vi, na Fonte Nova. Inclusive, tem comemoração ensaiada na cabeça. “Vai ser surpresa. Isso vocês podem ter certeza…. Já tá aqui, ó!”, aponta pra careca. Há muito o atacante não apronta dentro de campo: ano passado, apenas um gol.

Além da pouca produtividade, diversos episódios extracampo mancharam  a imagem do goleador em 2013. “Eu fiquei muito tempo afastado. Não foi por insuficiência técnica, não foi porque eu estava machucado… Foi um plano pessoal que teve comigo. Tava chateado, magoado e acabei fazendo coisas extracampo que acabaram me prejudicando. Mas eu tô com a cabeça boa.  É vida que segue”, explica-se o Caveirão, de 94 jogos e 46 gols pelo Bahia.

Ciente do risco, o Vitória propôs um contrato de produtividade. Há um salário base, mais premiações específicas por números de jogos. Souza disse por que aceitou. “Primeiro motivo: eu confio em mim. Fiz o contrato tranquilo. Se deixar eu jogar, fica complicado… Se eu estiver bem, com a cabeça boa, vou ser sincero, é difícil… Vim pra reerguer meu futebol”, revela o atacante de 32 anos, que por enquanto vestiu a 9 de Dinei só na apresentação.

Responsa
Já Hugo ganhou a 10 ontem . Mas a esperança do técnico Ney Franco é que o canhoto de 33 anos supra mesmo é a ausência do número 11 Escudero, que só volta depois da Copa. “Onde eu joguei, procurei chamar a responsabilidade. Meus números falam por mim”, ressalta o meia, com passagens de destaque por Grêmio e São Paulo.

Parado desde o término do Brasileiro, quando esteve no Goiás, Hugo está sendo  preparado para atuar apenas  na fase final do Baiano.souza

Tags:

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.