Neto que matou avó é salvo de linchamento pela PM

jovem

O neto acusado de matar a avó por um DVD e uma TV foi preso pela polícia nesta segunda-feira (4). Eduardo Romário dos Santos, 28 anos, foi salvo por policiais da 40ª Companhia Independente de Polícia Militar (Nordeste) quando sofria uma tentativa de linchamento no bairro de Castelo Branco.

O rapaz voltou ao bairro, onde o crime aconteceu, e foi reconhecido e atacado por moradores, indignados com o crime. Vanda Margarida dos Santos, 79 anos, foi morta com facadas no pescoço, tórax e abdômen depois de se recusar a dar os aparelhos eletrônicos para o neto. Na delegacia, Eduardo Romário confessou o crime.

De acordo com a delegada Jamila Cidade, da 2ª Delegacia de Homicídios, Eduardo acessou a casa da idosa pelos fundos após pedir ajuda a uma vizinha.

Durante uma discussão, Vanda se recusou a entregar os eletrônicos e levou diversos golpes de faca, morrendo no local. Eduardo fugiu levando o televisor, o DVD e, ainda, um receptor de TV a cabo e R$15 em dinheiro.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.