Mulher manda matar marido e posta mensagem na web

Uma dona de casa foi presa na quarta-feira (13) acusada de planejar o assassinato do marido em Catu, na Região Metropolitana de Salvador. Monique Francielle dos Santos Silva, 23 anos, foi detida em casa, na zona rural da cidade. Um adolescente de 16 anos que confessou participação no crime também foi apreendido, em outra casa.

O crime aconteceu em Catu no dia 17 de dezembro. O técnico de enfermagem Darlan dos Reis Pinto, 32 anos, foi morto a facadas. Três dias depois do crime, Monique usou uma rede social para lamentar a perda do marido, dizendo que estava com “coração partido” com o crime.

O adolescente apreendido confessou o crime. Ele disse que conheceu Monique em uma rede social e que ela ofereceu R$ 2,5 mil para que matasse  Darlan. Ele já foi encaminhado ao Ministério Público.

O delegado Flávio Góis, da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) suspeita que Monique planejou a morte do marido para ficar com o patrimônio da família e receber seguro de vida dele. A polícia acredita ainda que Monique usou alguma substância para dopar Darlan antes do crime – e que outras duas vezes ela já tinha dopado o marido para que ele fosse morto, mas o adolescente não apareceu para executar o técnico de enfermagem.

A faca usada no crime foi apreendida perto da casa de Darlan e Monique. Monique, que tem um filho de 3 anos com a vítima, foi encaminhada ao sistema prisional.

Dias após o crime, Monique usou a conta no Facebook para relembrar o casamento e lamentar a morte de Darlan, no que a polícia diz que foi uma estratégia de disfarce. “Não consigo dormir e nem comer nada, pois hoje posso dizer que estou sem minha outra metade (…) Que Deus cuide de você e te coloque em um bom lugar pois tenho certeza que ele está cuidando de você. E que um dia irei te encontrar. Te amo e sempre vou te amar”, escreveu a jovem.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.