Motoristas fazem protesto no CAB contra lei que pode acabar com vans escolares

Cerca de 40 motoristas de vans escolares fizeram uma manifestação na manhã desta sexta-feira (17), no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Segundo informações da Central de Polícia, o grupo saiu em carreata por volta das 9h em direção a Assembleia Legislativa.

Os condutores protestam contra o Projeto de Lei 5.383/2013, em tramitação na Câmara Federal, que prevê a padronização dos veículos escolares e de turismo. Segundo os manifestantes, com a PL, o transporte escolar só poderá ser feito em ônibus de 32 lugares, ao contrário do que prevê a legislação municipal 21217/2010 – que permite veículos a partir de sete lugares.

A categoria teme a aprovação do Projeto de Lei e aponta que trará prejuízo aos trabalhadores autônomos. Segundo a presidente do Sindicato dos Transportadores Escolares e Turísticos do Estado da Bahia (Sintest), a faixa de preço de um veículo com sete lugares é de R$55 mil, já um ônibus de 32 lugares é R$280 mil.

“Não teremos condições de nos adaptar. Teremos de vender nossos veículos, enfrentar novos financiamentos e aumentar os valores das mensalidades, o que prejudicará a todos, inclusive os pais dos alunos que não poderão manter o serviço”, diz.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.