Moradores deixam residências após abertura de cratera em rua de Boa Vista do Lobato

Subiu para 65 o número de famílias do bairro de Boa Vista do Lobato que tiveram que deixar suas casas após uma cratera se abrir na última segunda-feira (5), na rua Osvaldo Martins de Castro, durante as obras de implantação dos túneis do Corredor Transversal 1, que ligarão o bairro do Lobato a Patamares. Na manhã desta quarta-feira (7), a Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) embargou a obra e autuou a Consórcio Transoceânico Salvador (CTS), empresa responsável pela obra.

Segundo a CTS, a retirada dos moradores das residências é uma medida preventiva, mas não há riscos de desabamentos no local, nem de ampliação da cratera. A empresa ainda estuda o que ocasionou a abertura do buraco. De acordo com Marcelo Nery, gerente de contrato da CTS, o consórcio está prestando apoio as famílias através do pagamento de auxílio aluguel no valor de R$ 500 por família, além de R$ 100 de auxílio mudança. A CTS também reservou um andar do Hotel Miron, no bairro da Calçada, para os moradores que optarem continuar próximo do bairro.

“Estamos dando todo o apoio necessário. Temos uma equipe de assistentes sociais em campo, que estão prestando todo o apoio necessário a essas famílias. Esperamos que no prazo máximo de um mês todos já estejam de volta em suas residências”, disse. “Está sendo feita uma investigação para apurar todos os elementos envolvidos no acidente. No momento, obra está paralisada e estamos preocupados em garantir a segurança das famílias e o retorno delas para sua rotina normal”, completou Nery.

Por conta da cratera, a CTS efetuou o isolamento das residências que ficam entre as ruas Boaventura, Osvaldo Martins de Castro e Paulo Geovane. A empresa não informou o tamanho do perímetro delimitado. O porteiro Valadomiro Santos, 61 anos, reside em uma das ruas isoladas. De acordo com ele, assistentes sociais estiveram no local e informaram da necessidade de deixar a residência. “A minha casa não tem nenhuma rachadura, mas eles comunicaram que precisava sair por precaução. Achamos uma casa aqui no bairro mesmo e já estamos fazendo a mudança”, disse.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.