Lula vai para o Diretório do PT após prestar depoimento por 3 horas à PF

O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, levado para depor pela Polícia Federal na 24ª fase da Operação Lava Jato, nesta sexta-feira (4), em São Paulo, durou cerca de 3 horas. Após o mandado de condução coercitiva, o presidente Lula deixou o escritório da PF no aeroporto de Congonhas e seguiu para o Diretório do PT, no centro de São Paulo.

O presidente Lula chegou em um carro preto e foi cercado por manifestantes que se aglomeraram em frente ao prédio onde funciona o Diretório. Não há informações se o ex-presidente dará uma entrevista coletiva nesta sexta.

Lula é um dos alvos dos mandados de condução coercitiva na 24ª fase da Operação Lava Jato iniciada nesta sexta-feira (4). Ele foi levado pela Polícia Federal para o aeroporto de Congonhas, onde presta depoimento.

O MPF diz que o Instituto Lula recebeu R$ 20 milhões em doações de empreiteiras. Já a a empresa LILS Palestras, que pertence ao ex-presidente, recebeu R$ 10 milhões entre 2011 e 2014. Parte do dinheiro foi transferido do Instituto Lula para empresas de filhos do ex-presidente. O MPF investiga se serviços foram de fato prestados.

“São realmente, que nós sabemos, [empresas] que caracterizavam o núcleo duro do cartel que dilapidou o patrimônio da Petrobras. Isso deve ser investigado com o aprofundamento das investigações”, disse o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, em entrevista coletiva na Polícia Federal, em Curitiba, nesta sexta-feira (4).

“Hoje estamos analisando evidências de que o ex-presidente e sua família receberam vantagens para eventualmente consecução de atos no governo. Isso ainda é uma hipótese investigativa. Não há nenhuma motivação plausível para esse pagamento de vantagens. O governo dele foi um dos beneficiados pela compra do apoio político e partidário. Estamos investigando”, afirmou.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.