Jogadores do Bahia pedem o apoio da torcida para jogo decisivo diante do Santa Cruz

Nenhum time colocou mais gente no estádio nesta Série B do que o Bahia. E neste sábado, às 16h10, contra o Santa Cruz, o número pode aumentar bastante, já que a promessa é de que a Fonte Nova receba um grande público.

A venda de ingressos para a decisão começou ontem e já contou com uma boa procura nas bilheterias do estádio e nos outros pontos de venda. A última parcial fornecida pela Arena foi de 5.400 ingressos vendidos. Além disso, cerca de três mil estão confirmados por causa do acesso garantido devido ao plano de sócios.

“Eles (torcedores) sabem o quanto é importante para o clube. É hora de deixar tudo que passou para trás e abraçar o time nos jogos finais. Peço ao torcedor que vá para o estádio e nos ajude, como ele já fez em outras situações. São jogos que definirão o ano do clube”, afirmou o meia Tiago Real, ressaltando a importância da torcida nos últimos três jogos da equipe na Fonte Nova

Até o momento, somados todos os jogos do tricolor como mandante, o público total é de 263.337 pagantes, o que corresponde a uma média de aproximadamente 17.556 torcedores por partida.

Preocupação
Independentemente de estarem na expectativa de contar com o apoio em massa da torcida, os jogadores do Bahia reconhecem o bom momento do adversário e preveem dificuldades contra o Santa Cruz.

“O Santa Cruz tem um ataque muito forte e uma equipe bastante equilibrada. Vai ser um jogo duríssimo, mas diante do nosso torcedor não podemos vacilar. É vencer ou vencer. A única opção para o Bahia é essa”, afirmou o lateral Ávine, cotado para ser titular, já que Vitor cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo e João Paulo segue em fase de transição, se recuperando de uma lesão no tornozelo.

Ontem à tarde, o treinador Charles Fabian realizou um treinamento em Praia do Forte e, após uma conversa com os jogadores, deu ênfase também às jogadas de bola parada. Bastante criticado pelas últimas atuações, o lateral-direito Railan pode perder a vaga no time para a volta do experiente Cicinho. No ataque, Maxi deve recuperar a titularidade no lugar de Roger.

O atacante Kieza, que havia ficado de fora dos últimos treinos no Fazendão por causa de dores no tornozelo, participou das atividades normalmente com todo o elenco.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.