Inflação continua subindo e carne é puxa alta

carne

Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) teve variação de 0,89% em janeiro e ficou 0,10 ponto percentual acima da taxa de 0,79% de dezembro.

No acumulado dos últimos 12 meses, o índice foi para 6,69%, acima do resultado de 6,46% registrado em 2014. Em janeiro de 2014 a taxa havia sido 0,67%.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, a maioria mostrou resultados superiores aos de dezembro.

O item carnes liderou os principais impactos individuais do mês, com 0,09 ponto percentual (p.p.) e alta de 3,24%. Junto com vários outros itens que exerceram pressão, como batata-inglesa (32,86%) e feijão carioca(24,25%), levou o grupo Alimentação e Bebidas a ser, com variação de 1,45%, responsável por 40% do IPCA-15 de janeiro, detendo 0,36 ponto percentual (p.p.).

No ranking dos principais impactos, a energia elétrica veio na segunda colocação, com 0,08 ponto percentual e alta de 2,60%. À exceção da região metropolitana de Fortaleza (-4,82%) e de Salvador (-1,91%), cujas contas tiveram queda na parcela referente ao PIS/COFINS, as demais apresentaram alta, com destaque para Porto Alegre, que chegou a 11,80% tendo em vista o reajuste de 22,41% em uma das concessionárias desde 8 de dezembro.

Neste mês de j

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.