Governo nega empréstimo mas Prefeitura fará ligação Cajazeiras-BR

O governo do estado, através do Desenbahia, negou o empréstimo solicitado pela Prefeitura de Salvador para o projeto de implantação da via que vai ligar Cajazeiras à BR-324, no valor de R$38 milhões. A agência de fomento alegou limitações orçamentárias para atender o pedido, considerado prioritário pelo prefeito ACM Neto, que anunciou a realização da obra com recursos próprios do município.

“Essa obra é importante porque vai beneficiar Cajazeiras e toda a região do entorno, como Valéria e Águas Claras. Diante da negativa do Desenbahia, faremos a intervenções com recursos da própria Prefeitura. Esse é um compromisso que tenho com toda a população de Salvador, porque tenho palavra e responsabilidade para com a cidade”, salientou ACM Neto.
A Prefeitura já enviou à Câmara de Vereadores um pedido de revogação do empréstimo, aprovado pelos edis em agosto de 2013, autorizando a operação de até R$100 milhões junto ao Desenbahia. Os recursos seriam destinados a obras de infraestrutura e pavimentação em toda a cidade, além da construção da via ligando Cajazeiras à BR-324.
“Vamos continuar também fazendo as obras de recapeamento com recursos próprios em toda Salvador. A gente já não tinha recebido nenhum centavo de ajuda do governo do estado antes para essas intervenções. Já investimentos cerca de R$120 milhões com recursos próprios e vamos continuar trabalhando porque conseguimos arrumar a casa e Salvador está andando com as próprias pernas”, declarou o prefeito.

Balanço – Seguem a passos largos as ações de pavimentação em várias regiões da cidade, alcançando 230 km de ruas e avenidas. Só no último um mês e meio, foi possível pavimentar mais 30 km, beneficiando 83 bairros. Os investimentos para melhorar as condições das vias já chegam a R$ 120 milhões e, até o final do ano, a expectativa é chegar aos 300 km, demandando mais R$ 50 milhões, aproximadamente. Além das grandes avenidas, são beneficiados bairros populares como Vila Canária, Pirajá, Fazenda Grande, Jardim Nova Esperança, Pau da Lima, São Marcos, Bairro da Paz, Jardim das Margaridas, São Cristóvão, Castelo Branco, Periperi, Pernambués, Paripe, Plataforma, Lobato, entre outros.
Áreas com grande movimentação de veículos, a exemplo do Iguatemi, Comércio, Rodoviária, Dique do Tororó e Garibaldi também receberam melhorias, atacando, inclusive, problemas históricos, como a Ladeira do Stiep e Bate-Estaca, no Uruguai. Foram enfrentados ainda problemas das grandes avenidas da cidade, a exemplo da Luiz Viana Filho (Paralela), ACM, Oceânica, Otávio Mangabeira, Jequitaia, Oscar Pontes, Caminho de Areia e Ladeira do Retiro.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.