Folião tem serviços à disposição

Para quem se diverte n o Carnaval, é importante estar atento aos serviços públicos  disponibilizados nos circuitos. A ideia é celebrar a grande festa sem nenhum tipo de problema, mas, se alguém passar mal, lembre-se que há 11 módulos assistenciais (postos de saúde) que funcionam  24 horas nos circuitos oficiais.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, essas unidades de atendimento contarão com 130 leitos para atendimento aos pacientes clinicamente instáveis, sendo 11 leitos de UTI. Quem quiser, pode ainda fazer testagem rápida para várias doenças como zika, aids e hepatites em dois postos da Secretaria de Saúde do Estado.

Nos circuitos da folia, há, ainda, postos dos Bombeiros e das polícias Militar e Civil. Na volta para casa, além dos pontos de ônibus já existentes na cidade, há alguns pontos especiais de embarque e desembarque nas avenidas Anita Garibaldi, Centenário, na praça Cayru (em frente ao Elevador Lacerda) e Reitor Miguel Calmon (Vale do Canela).

Nos três  principais circuitos do Carnaval de Salvador – Batatinha (Centro Histórico), Osmar (Centro) e Dodô (orla) – as estruturas estão preparadas para receber os foliões.

Postos das polícias Militar e Civil, do Corpo de Bombeiros,  postos de saúde, entre outros módulos de serviços já foram montados.

Na praça da Sé, em um ponto estratégico, próximo à Catedral Basílica, é possível encontrar a unidade militar montada para centralizar a coordenação do policiamento na área. Logo adiante, já no Terreiro de Jesus, está o módulo de saúde para atender foliões do circuito Batatinha, seguramente o mais tranquilo dos três.

As paradas de táxis, que devem funcionar 24 horas durante a festa, foram realocados para pontos estratégicos para facilitar a vida do folião.

No circuito Osmar, os principais postos de segurança e saúde estão na praça Dois de Julho (Campo Grande), onde é possível encontrar diversos tipos de serviços. Ontem, equipes finalizavam a  montagem de estrutura no local.

Já no circuito do trajeto Barra-Ondina (Dodô), a montagem das estruturas está concluída desde o último sábado, uma vez que os festejos já foram iniciados no fim de semana.

Ônibus 

Segundo informações da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), o esquema especial de transporte público neste Carnaval conta com 2.600 coletivos, divididos em 140 linhas, que devem atuar em três faixas de horário.

Das 5h às 13h, o sistema terá 50% da frota disponível. Entre 13h e 21h, a população contará com 60% da frota. Já das 21h às 5h, serão disponibilizados 70% dos veículos, de acordo com o planejamento da Semob. Ao todo serão 12 mil rodoviários trabalhando nos dias da festa, segundo a secretaria.

Hospitais 

Já a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que está investindo R$ 1,3 milhão para reforçar os plantões em quatro hospitais, além de montar três postos de testagem para a detecção de HIV-Aids, sífilis e hepatites virais, sendo dois em Salvador e um em Porto Seguro, no sul do estado.

Os hospitais Geral do Estado (HGE), Roberto Santos (HGRS), Ernesto Simões (HGES) e Menandro de Faria (HGMF) estão a postos para receber, se necessário, casos de maior gravidade.

Na capital, os postos de testagem para doenças sexualmente transmissíveis estarão em Ondina (Av. Adhemar de Barros) e na Barra (Av. Centenário). Em Porto Seguro, na Passarela do Descobrimento.

Os três serviços, além dos testes, farão aconselhamento e encaminhamento para tratamento no caso de testes positivos. O atendimento será feito por equipe multidisciplinar, com assistente social, enfermeira, bioquímico e psicólogo. A Sesab informa que os postos funcionarão a partir de amanhã, das 17h à 1h.

* Sob a supervisão do editor-coordenador Luiz Lasserre 

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.