Falta de equipamento impede resgate de 2º vítima de soterramento em fábrica

Ainda não recomeçaram os trabalhos para o resgate do corpo do mototaxista Anderson Correia Carvalho, 24 anos, soterrado na antiga fábrica de cimento Cocisa, em Paripe, Subúrbio Ferroviário de Salvador. Segundo a assessoria do Corpo de Bombeiros, equipes dos Bombeiros e da Defesa Civil estão no local desde as 6h30 da manhã desta sexta-feira (20), no entanto, ainda não havia chegado o maquinário necessário para o resgate.

Segundo o major do Corpo dos Bombeiros, Ramon Dieggo, ontem foi feita uma retirada manual do material, mas hoje quando a equipe chegou, mais material havia caído. Por essa razão, as equipes retomaram a retirada manual do material, do lado externo ao depósito, enquanto a máquina, que está vindo da Região Metropolitana, não chega.

Nesta manhã, o chapista Claudio Matos, que estava no momento em que aconteceu o desabamento e ainda ajudou no resgate, acompanhava o trabalho dos bombeiros. “Foi um barulho danado quando caiu tudo por cima deles. Eu consegui correr. Fiquei sufocado e só respirava cimento”, disse.

Depois, ele conseguiu voltar e resgatar um dos amigos, mas foi impedido pelos bombeiros de participar do resgate por causa do risco de desabamento. “Se eles tivessem deixado entrar, já tínhamos tirado ele lá de dentro. Eles ficam esperando essa máquina que não chega nunca. Eu sei que não tem mais risco de entrar aí”, disse.

A principal estratégia para o regate do corpo é o uso de um caminhão para fazer a sucção de todo o cimento, para depois fazer a retirada. A Defesa Civil de Salvador (Codesal) informou que foi constatado possibilidade de desabamento e que a estrutura precisará ser estabilizada para que as buscas sejam retomadas. Segunda a Tenente Vanessa, dos Bombeiros, o maquinário já foi solicitado para a Defesa Civil Estadual.

Corpo de Bombeiros suspendeu, por volta das 14h de quinta-feira (19), as buscas na antiga fábrica de cimento Cocisa. No fim da manhã de quinta-feira, um acidente provocou o soterramento de dois homens. Um deles, Reginaldo Silva dos Santos, 39, foi resgatado sem vida. O outro, Anderson Correia Carvalho, 24, segue soterrado.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.