Excesso de velocidade foi responsável por 79% das multas em 2016

O excesso de velocidade foi responsável por 79% das multas emitidas nas estradas baianas em 2016, de acordo com levantamento realizado pela Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra). Em 2015, a maior causa da aplicação de multas foi a falta de documentação dos condutores. De acordo com o balanço, em comparação com os dois últimos anos, houve uma redução de aproximadamente 25% no número de acidentes registrados.

Apesar do levantamento identificar uma redução de 1.682 ocorrências, 2016 foi o terceiro ano consecutivo em que a imprudência liderou o ranking das estatísticas, causando 81,4% dos acidentes nas rodovias estaduais neste ano.

“Entre as infrações mais cometidas estão: excesso de velocidade, desobediência à sinalização, ultrapassagens em locais proibidos e ingestão de álcool. Problemas nas estradas respondem a 3,9% das ocorrências”, explica o diretor de Operação e Tráfego da Superintendência de Infraestrutura de Transporte (SIT), Anselmo Calixto.

Os trechos com maior índice de acidentes são as da região Sul, Extremo Sul e Litoral Norte, nos locais que dão acesso às praias. De janeiro de 2014 até dezembro de 2016, o ranking foi liderado pela BA-099 (Estrada do Coco) com 12,7% dos casos, seguida pela BA-001, que corta o litoral sul da Bahia, com 8,8%, e em terceiro lugar a BA-522, região do Recôncavo Baiano, com 4,8% dos registros.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.