Ex-diretor da Petrobras cita ministro e até Eduardo Campos em lista de propina

marina

A revista Veja desta semana traz matéria afirmando que o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa teria citado em depoimentos à Polícia Federal os nomes de parlamentares da base aliada do governo, o de um ministro e os de três governadores, entre eles Campos, como envolvidos num suposto esquema de corrupção na empresa estatal.

O ex-diretor da Petrobras é personagem central da Operação Lava Jato da PF, que desarticulou organizações que tinham como finalidade a lavagem de dinheiro em diversos Estados do país. Costa fez um acordo de delação premiada, para contribuir com a investigação em troca de redução de sua pena.

O presidente do PSB, Roberto Amaral, disse em nota à imprensa que a reportagem da Veja “registra, sem haver tido acesso ao conteúdo do depoimento, uma referência solta do depoente a Eduardo”. “Não há acusação digna de honesta consideração. Há, apenas, malícia”, acrescentou

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.