Empresário é morto por PMs durante perseguição em Armação

Empresário do ramo de consultoria, Márcio Perez Santana, 41 anos, foi morto a tiros por policiais militares no bairro de Armação, em circunstâncias ainda não esclarecidas, na noite desta quarta-feira (19). Ele estava chegando em casa e foi baleado na nuca ainda dentro do seu carro, um Fiat Palio (JNT-8918) branco.

Uma mulher que estava na companhia dele prestou depoimento, na manhã desta quinta-feira (20), na Corregedoria da Polícia Militar, na Pituba. O caso também é acompanhado pela Polícia Civil, por agentes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Baleado, Márcio ainda conseguiu dirigir o carro por alguns metros, mas acabou invadindo o canteiro central na Avenida Simon Bolivar, entre um posto de combustível BR e escola municipal Luiza Mahim.

Até às 11h desta quinta-feira (20), o veículo ainda estava no local. Pelo menos três marcas de tiros podiam ser vistas a olho nu – todas na direção do motorista: uma no para-choque traseiro, outra próximo ao cinto de segurança traseiro e mais uma no encosto de cabeça do banco traseiro, provavelmente resultado do trajeto do projétil que atingiu a nuca da vítima.

Além das perfurações, o vidro traseiro estava quebrado e havia vestígios de sangue na lataria e parte interna do carro.

Os pais de Márcio moram na Espanha e devem chegar nesta sexta-feira (21) em Salvador. Márcio era formado em economia e sócio de uma empresa que presta consultoria a uma operadora de telefonia. Ele deixa duas filhas – uma delas de 9 anos que fez aniversário na última terça-feira (18) e uma festa estava programada para domingo (23).

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.