Depois de morto, Eduardo Campos fez doação para campanha

eduardo

O candidato a Presidência pelo PSB, Eduardo Campos, doou R$ 2,5 milhões de sua conta de campanha para o Comitê Financeiro Nacional do partido em 14 de agosto, um dia depois de sua morte, segundo reportagem publicada pelo jornal O Dia.

A operação, segundo O Dia, foi feita em dinheiro vivo e seu registro está na segunda prestação de contas dos candidatos, divulgada sábado (5). Em nota à imprensa, o PSB disse que a reportagem é baseada em “opiniões jurídicas equivocadas” e alega que a movimentação bancária se deu entre a conta do candidato, que faleceu, e a do comitê financeiro da campanha.

Ainda segundo o PSB, a lei eleitoral permite movimentação de recursos, mesmo após falecimento, para honrar compromissos assumidos pela campanha. Eduardo Campos morreu na queda de um avião da sua campanha, em Santos, na manhã do dia 13 de agosto.

O acidente aconteceu por volta das 10h, quando uma aeronave Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, caiu no litoral de São Paulo após decolar do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto de Guarujá (SP).

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.