Decretada greve da PM e população entra em pânico.

Os policiais militares baianos decretaram greve por tempo indeterminado em assembleia realizada na noite desta terça-feira (15).

O soldado Marco Prisco (PSDB) leu a proposta do governo e antes mesmo de colocar em votação, declarou a  greve. As palavras de ordem foram aclamadas por todos os presentes.

Como já era sinalizado tanto pelos praças quanto pelos oficiais, a categoria não aceitou as propostas do governo do Estado, que apresentou a Lei de Modernização da PM na última quinta (10), a qual foi considerada um “retrocesso” pela classe. Apesar da reunião entre representantes da categoria e do Palácio de Ondina e apresentação de “avanços”em itens do Código de Ética da PM e da progressão salarial, não houve acordo em relação às reivindicações dos policiais, a exemplo do pagamento da Unidade Real de Valor Monetário (URV). Os pontos discutidos em reunião foram apresentados pelo vereador Marco Prisco (PSDB) e rejeitados pela maioria dos mais de 2 mil policiais presentes à casa de shows, aos gritos de “ô, a PM parou”.

greve_pm_ba

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.