Debaixo de muito sol e calor, Bahia vence Juazeirense

Em um primeiro tempo disputado praticamente em um só lado do campo de Pituaçu. O Juazeirense armou um sistema defensivo bem eficiente e dificultou a criação de jogadas do Bahia, que só conseguiu criar perigo quando recorreu aos longos lançamentos.
Por outro lado, a zaga tricolor não teve muito trabalho. Enquanto isso, o ataque sofreu para se aproximar da área. Com tamanha dificuldade, o primeiro gol saiu somente aos 45 minutos em uma jogada de bola parada, quando Gustavo aproveitou a assistência de Régis.
No segundo tempo, o Juazeirense diminuiu em cobrança de pênalti do lateral Nem. Ao final da segunda etapa, Mário balança as redes e garante o resultado para o Bahia. Bahia 2×1 Juazeirense.
O JOGO
O primeiro tempo foi de muito sol e calor, e o Bahia não fez um bom jogo. A primeira oportunidade foi aos 7 minutos. Renato Cajá recebe um belo passe de Éder, entra na área, mas erra o passe para Régis. Tricolor desperdiça mais uma grande chance.
Aos 23, o Bahia chega mais uma vez com perigo. Juninho dá um forte chute de fora da área, após tabela no ataque com Gustavo, mas Tigre defende sem problema.
Aos 31, o Tricolor teve outra grande chance com Gustavo. Renato Cajá dá um longo lançamento para Régis, que entra sozinho na área, mas não bate para o gol. O meia tenta o passe para Gustavo, mas pega mal e é tiro de meta para o Juazeirense.
Aos 45, na cobrança da falta, Régis levanta com precisão para o atacante subir sozinho dentro da área e mandar para o fundo das redes. Bahia abre o placar.
Aos 5 do segundo tempo, o Juazeirense reage. O lateral Nem cobra o pênalti e bate forte o canto direito de Anderson. O goleiro até se esticou para tentar defender, mas não impediu o primeiro gol sofrido pelo tricolor em jogo oficiail. Juazeirense empata a partida.
Já aos 22, o Juazeirense chegou com perigo. Nem dá um bom passe para Rodrigo Rodrigues, que bate cruzado e assusta o goleiro Anderson.
Aos 27, Zé Rafael levanta a bola para Régis, dentro da área. Atacante domina a bola com o ombro, mas o árbitro diz que foi mão e marca falta. Tricolor tinha uma boa chance no ataque.
Aos 37, em mais uma cobrança de falta, Juninho manda no meio da área para Mário bater forte e recolocar o Tricolor na frente do placar. Bahia 2×1 Juazeirense.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.