De volta, Hernane promete desfecho diferente em seu primeiro clássico contra o Vitória

Um novo jogo para escrever uma história completamente diferente. É nisso que Hernane acredita já no primeiro Ba-Vi das finais do Campeonato Baiano, domingo, às 16h, no Barradão. O artilheiro tricolor com 10 gols em 10 jogos no ano estava machucado no clássico da primeira fase, quando o Vitória venceu por 2×0.

“Creio que o favoritismo está do lado de lá, não esquecendo que temos a vantagem. Mas o que passou é passado. Agora vai ser uma nova história e uma nova partida. O torcedor do Bahia pode esperar que vamos fazer um resultado positivo”, confia o Brocador.

Enquanto jogador do Flamengo, Hernane costumava ser o carrasco dos rivais. Em sete clássicos contra Fluminense, Botafogo e Vasco, ele balançou as redes 10 vezes contra os três adversários.

Para ele, esse tipo de jogo requer uma doação especial.  “Eu tenho um bom número em clássicos no Rio de Janeiro. Espero marcar aqui também. É um jogo que esperei para jogar, é um jogo que todo jogador prepara o algo a mais. É  diferente de qualquer partida. Tem que preparar a semana toda para estar 100% focado para a partida”, analisa.

Outra estatística que favorece o Brocador para o jogo de domingo é o retrospecto contra o Vitória. Na época em que atuava pelo Flamengo, ele enfrentou o Leão duas vezes pelo Brasileiro. Perdeu uma (no Barradão, por 4×2) e venceu a outra (no Maracanã, 2×1), mas o mais marcante: fez um gol em Salvador e os dois do triunfo no Rio de Janeiro.

Para quem esperava um duelo à parte com Kieza, Hernane chega ao Ba-Vi tendo outro rival na disputa pelo protagonismo do clássico.

Do lado de lá, o papel de goleador até então é do atacante Marinho. É ele o artilheiro do Vitória na temporada com oito gols em 10 jogos. “Espero que dê o Brocador. Infelizmente não pude jogar a outra partida. Ele está na vantagem, mas essa vantagem vai ser trocada de lado e vai vir para o lado de cá e essa preocupação vai para o lado de lá”, acredita o centroavante tricolor.

Na expectativa de marcar logo no seu primeiro Ba-Vi, Hernane ainda não definiu se haverá comemoração especial em caso de gol. No início do Campeonato Baiano, o Brocador emendou o hit do Carnaval deste ano, Metralhadora. “Nem pensei nisso. Isso aí é  Robson, os meninos que ficam brincando. Não pensei. Vamos ver no sábado, na concentração, se a gente pensa em comemoração”, despistou.

Time definido
Doriva orientou um coletivo ontem, no Fazendão, e definiu o Esquadrão para o clássico: Marcelo Lomba, Tinga, Lucas Fonseca, Eder e Moisés; Feijão, Danilo Pires e Juninho; Thiago Ribeiro, Hernane e Edigar Junio.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.