Copa: Fifa consulta OAS para Arena do Grêmio virar plano B a Curitiba

O receio de que as obras da Arena da Baixada, em Curitiba, não terminem a tempo faz a Fifa se mexer nos bastidores. Na última semana, a entidade máxima do futebol fez uma consulta informal à direção da OAS, construtora que ergueu a Arena do Grêmio, sobre as condições da nova casa do clube gaúcho.

Recebeu de Carlos Eduardo Paes Barreto, diretor-superintendente da OAS Arenas, a resposta de que a Arena está pronta, uma vez que seguira todos os padrões da Fifa, embora não seja estádio da Copa do Mundo – o Beira-Rio, do Inter, é que receberá cinco jogos em Porto Alegre a partir de junho. A OAS ainda administra a nova Fonte Nova e a Arena das Dunas.

Mesmo com a Arena do Grêmio em condições, colocá-la como sede da Copa seria uma operação complexa. Envolveria melhorias no entorno do estádio, que ainda não recebeu grandes obras de mobilidade. Grêmio e AOS ainda tentam a liberação de recursos junto ao governo federal para a área externa do estádio.

Também seriam necessários mais hoteis em Porto Alegre, uma vez que seriam mais quatro partidas na cidade. Outra saída, sem a adição de um novo estádio, seria espalhar esses jogos por locais já definidos pela Fifa.

A Arena do Grêmio foi o primeiro estádio nos moldes consagrados pela Fifa a ser inaugurado no Brasil, em dezembro de 2012. Recebeu até agora 32 partidas do Grêmio e um amistoso internacional, entre Brasil e França, em junho, vencido pela Seleção por 3 a 0.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.