SECRETARIA DE TRANSPORTES URBANOS SALVADOR

Cerca de 7.200 táxis de Salvador devem passar por vistoria em Salvador. A inspeção, realizada pela Coordenadoria de Transportes Especiais (Cotae), no Vale dos Barris, segue até 14 de dezembro, com a previsão de atender cerca de 100 veículos por dia, seguindo o cronograma de acordo com o número do alvará.

Durante o procedimento, são analisados os requisitos de padronização, como as faixas coloridas laterais, estado de conservação do automóvel, pneus e itens de segurança, a exemplo do triângulo, chave de roda e estepe, além da documentação exigida para que o táxi possa circular na cidade. O Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) também verifica a situação do taxímetro para garantir que o aparelho esteja de acordo com as normas estabelecidas.

Segundo o secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, o taxista que alcançar todos estes itens recebe um selo de qualidade. “A vistoria é de grande importância para o usuário que pega táxi em Salvador. Ele tem que ficar atento a este selo, que mostra que o táxi foi vistoriado. A própria Cotae faz esta vistoria nas ruas no dia a dia. Táxi vistoriado é táxi seguro”, ressalta Mota.

O atendimento na Cotae acontece de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 16h30. O valor da inspeção é de R$ 81,79. O taxista que não apresentar o veículo na data marcada pagará multa de R$ 32,95.

No ato da vistoria, os motoristas devem apresentar certificado da última aferição, cartão de identificação, selo GNV, pagamento da contribuição sindical, licenciamento atualizado e licença de veiculação do Engenho de Publicidade em Táxi. Devem levar ainda documentos pessoais como comprovante de residência, carteira de identidade e de habilitação.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.