Cientistas britânicos desenvolvem teste que pode detectar ataque cardíaco

Cientistas britânicos desenvolveram um novo exame de sangue que pode detectar, rapidamente, as chances de alguém ter ataque cardíaco. Segundo especialistas, o teste procura por uma composição química no sangue e pode ser a solução para reduzir o número de pessoas internadas em hospitais com suspeita do quadro, levando países a gastar menos com internações por conta de ataque cardíaco.  O procedimento foi testado em 6.304 pessoas e, segundo uma pesquisa publicada na “Lancet”, tem eficácia de 99,6%. Segundo a Fundação Britânica de Saúde, o teste oferece respostas rápidas sem afetar a segurança dos pacientes. O procedimento mede os níveis de troponina, uma substância química liberada pelo músculo cardíaco danificado, do paciente logo quando chegam ao hospital e, novamente, 12 horas depois. Aqueles que apresentam uma baixa quantidade da substância podem ser liberados. De acordo com os resultados do estudo coordenado pela Universidade de Edinburgh, no Reino Unido, com testes realizados em hospitais escoceses e americanos, dois terços dos pacientes poderiam ser diagnosticados mais rapidamente. “Entre os pacientes que iam para as enfermarias de clínica médica com dor torácica, 80% voltavam para casa 12 horas depois”, disse o médico Atul Anand, um dos especialistas, à BBC. De acordo com ele, um outro benefício do procedimento é o preço: ele pode custar 10 libras aos hospitais.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.