Carnaval arrasta multidão no Subúrbio

Dona de um pequeno bar no bairro de São Caetano, Manuela Pinheiro, 30 anos, decidiu fechar o estabelecimento mais cedo na segunda-feira (3) para curtir o Carnaval. Arrumou as filhas, de 11 e quatro anos, e seguiu em direção a Periperi, um dos seis bairros periféricos e mais populosos da cidade onde a Prefeitura está promovendo a folia para os moradores, paralelamente aos tradicionais circuitos da Barra e Campo Grande. A atração mais aguardada da noite foi a cantora Sarajane, pioneira na Axé Music. Antes mesmo do show começar, Manuela e as filhas já tinham se unido a amiga e moradora de Periperi, Rita Souza, 49 anos, que as convidou para o Carnaval do bairro.
“Adoro Periperi e, quando tem festa, tudo fica ainda melhor”, disse Rita Souza, que trabalha como empregada doméstica e está aproveitando a folga no Carnaval. “Fiz questão de convidar minha amiga porque aqui tudo é mais tranquilo e também é muito animado”, contou. Além de Periperi, Cajazeiras, Itapuã, Plataforma, Liberdade e Boca do Rio ganharam uma programação especial de cinco shows por noite. As apresentações tiveram início no sábado e estenderam-se até esta terça-feira (4). Atrações como Pepeu Gomes, Paulinho Boca, Adão Negro, Viola de Doze e Jorge Zarath estão programadas para este último dia de Carnaval.
Hospedada na casa da amiga em Periperi, Manuela não tem dúvidas: independentemente das atrações programadas, ela prefere sempre o Carnaval nos bairros. “Nem todo mundo tem condições físicas, psicológicas e financeiras para ir ao Carnaval no Centro”, disse, apontando os perfis de folião que, segundo ela, preferem a programação promovida para a periferia: “pais que têm filhos pequenos e, por isso, preferem curtir o Carnaval com eles mais perto de casa; idosos e portadores de deficiência; pessoas que têm medo de multidão e se sentem mais confortáveis junto com pessoas e locais já conhecidos; além daquelas que não têm dinheiro mesmo para ficar se deslocando para os circuitos tradicionais e comendo por lá, onde os preços são mais salgados que na periferia”.
Público exigente – Manuela e Rita ficaram bem na frente do palco para ver o show de Sarajane, que agitou a multidão cantando os hits atuais da Axé Music. A cantora, entretanto, foi cobrada pelo público: todos queriam dançar ao som de seu maior sucesso: “A roda”, que provocou uma euforia geral da multidão. “Tenho 35 anos de Carnaval e só essa música tem uns 20, mas não tem jeito: eles sempre me pedem ‘vamos abrir a roda’ em todos os shows”, contou Sarajane, referindo-se ao refrão da música. Acostumada a se apresentar sempre em Cajazeiras, a cantora fez show pela primeira vez em Periperi. “Acho ótimo a Prefeitura ter essa preocupação de investir também no Carnaval em diferentes bairros”, disse.
Segundo estimativas do técnico Jorge Andrade, 52 anos, que está atuando como coordenador de palco, em Periperi, as atrações no bairro têm atraído uma média de seis mil pessoas para a Praça da Revolução, onde os shows estão sendo realizados. Além de Sarajane, a banda As Novinhas, liderada pela dançarina e ex-vereadora Leo Kret, foi a atração de maior público até então. Para o último dia de Carnaval, hoje, as expectativas em Periperi são em função do grupo Viola de Doze.
Segundo Jorge Andrade, muitos fatores, além das boas atrações, têm contribuído para o bom público verificado pela Empresa de Turismo de Salvador (Saltur) no Carnaval dos Bairros: “Os locais são os mesmos de sempre, mas a Prefeitura revelou este ano um cuidado maior com os detalhes da organização, oferecendo uma boa estrutura de palco, equipamentos e efeitos de qualidade para as bandas, iluminação adequada, limpeza e apoio diário de outros órgãos municipais, atuando em total sintonia com a Saltur”.
Ele citou o exemplo da Superintendência de Ordenamento do Uso do Solo do Município (Sucom), que tem realizado inspeções diárias para checar a segurança das estruturas. “Não houve só aquela preocupação de montar um palco e jogar uma atração para o povo”, conta Jorge Andrade, completando: “Este ano, os pequenos detalhes das ações conjuntas da Prefeitura estão fazendo uma grande diferença”.periperi
Tags:

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.