BAMOR E PUNIDA APÓS PROTESTOS

O Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos da Polícia Militar (Bepe-PM),puniu a BAMOR,torcida organizada do Esporte Clube Bahia pelo protesto realizado no dia 7 de outubro deste ano. A manifestação ocorreu antes do duelo contra o Vasco, vencido pelo Tricolor por 3 a 0, pela 14° rodada do Brasileirão.De acordo com a decisão, a organizada está impedida de realizar qualquer protesto, bem como organizar os materiais nos jogos do Bahia por 90 dias. O decreto foi baseado na afirmação de que foram arremessados objetos contra o ônibus do Bahia e que a a organizada entoava cânticos que incitavam a violência contra os jogadores do clube.

Em nota, a torcida se manifestou contra o veredito. Confira:

“A Torcida Organizada BAMOR sempre procurou seguir todos os protocolos de segurança para realização da manifestação, sabíamos das questões referentes a pandemia, orientamos nossos associados quanto ao distanciamento e uso de máscara e informamos ao BEPE sobre a realização do protesto justamente para evitar qualquer tipo de problema. O protesto foi divulgado nas nossas redes sociais com dois dias antecedência e naquela ocasião convidávamos toda torcida do Bahia para protestar, portanto, não existia naquele momento apenas os associados da BAMOR, mas também torcedores comuns e de outras organizadas do clube, impossível acreditar que até hoje, mesmo entrando e saindo comandantes do BEPE, a política de facilidade nas punições não mudou, mas vamos raciocinar de uma maneira lógica, é muito mais tranquilo para o BEPE punir toda uma torcida do que punir apenas o indivíduo que realizou algum ato de violência, nos admira uma polícia especializada ainda agir de forma incompetente e arbitrária, já que se trata de uma decisão unilateral, impossibilitando qualquer tipo de defesa. Aos nossos associados e simpatizantes continuaremos trabalhando por uma BAMOR cada vez mais forte e ativa na vida do Esporte Clube Bahia e que não vamos nos calar nesses 90 dias de punição já que somos a voz que vem das arquibancadas.”

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.