Bahia continua em busca do camisa 9

O Bahia tem um time melhor qualificado que nos três últimos anos para a disputa da Série A do campeonato Brasileiro. Mas a derrota de 2 a 1 para o Cruzeiro de Minas Gerais na estreia da 1ª Divisão, domingo à tarde na Arena Fonte Nova, dentro de casa, para o “time B” do adversário mineiro, mostrou que o Tricolor tem que qualificar melhor seu grupo para atingir, sem traumas, a meta inicial dos 46 pontos e se manter na elite do futebol brasileiro, entre os 20 clubes que vão disputar o Brasileiro de 2015.

Ficou evidente para a torcida Tricolor que o time precisa de um centroavante, um camisa 9 referência no ataque de um clube que teve grandes ídolos nesta posição, como Alencar, Cláudio Adão, Beijoca, Charles, entre muitos outros. Num grupo de quase 50 jogadores no CT do Fazendão, com a saída de Marcão, que não deu certo e rescindiu contrato, o técnico Marquinhos Santos continua apenas com a opção do garoto Jeam, de 19 anos, revelado nas Divisões de Base do clube.

messi

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.