Artilheiro tricolor, Hernane Brocador balançou as redes dez vezes em nove jogos no ano

Mais gols do que jogos. Esta tem sido a sina de Hernane no Bahia. Nem mesmo a lesão no joelho que o afastou dos gramados por 34 dias fez diminuir o aproveitamento do Brocador.

Além de artilheiro do time, ele demonstra ser um conhecedor nato da grande área, pedaço do campo que somente os verdadeiros camisas 9 dominam. Dentro dela, aconteceram todos os 10 gols, em repertório diversificado.

Cobrando pênalti, de cabeça, em chute forte de pé direito, completando cruzamento de primeira com a canhota, ele mostra o oportunismo que lhe é característico. O torcedor do Bahia pode até ir ao jogo desconfiado, com dúvidas ou desacreditado, mas, se tiver gol tricolor,  é quase certo que verá se repetir a cena da foto ao lado.

A próxima chance é domingo, quando o Bahia recebe o Santa Cruz no jogo de volta da semifinal da Copa do Nordeste. Hayner, suspenso, é desfalque. Tinga diz que está 100% para jogar.

Ontem, na outra semifinal, Sport 1×0 Campinense na Ilha do Retiro. O jogo de volta é domingo, no estádio Amigão, em Campina Grande-PB

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.