Rebelião no presídio de Feira deixa pelo menos 7 mortos

Detentos do Presídio Regional de Feira de Santana, cidade deisntante 109 km de Salavdor, realizam uma rebelião na tarde deste domingo, 24. De acordo com o diretor do presídio, Cleriston Leite, o motin acontece no pavilhão 10, que tem capacidade para 152 pessoas, mas está com 340 presos. Ainda segundo o diretor, uma briga entre os próprios internos deu início a confusão.

O total de mortos ainda não está confirmado, mas já foram encontrados sete corpos, um deles degolado, informou Leite. Outras cinco pessoas foram gravimente feridas e já encaminhadas a hospitais.

Cerca de 100 visitantes, em sua maioria familiares dos presos, foram feitos reféns e o grupo pede a presença da imprensa e da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de Feira de Santana no local.

O comandante da Regional Leste da Polícia Militar, Adelmário Xavier, Luis Antônio Fonseca, representante da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), além do diretor do presídio já negociam com o rebelados.

A polícia já apreendeu dois revólveres e uma pistola, além de diversas armas brancas, informou Xavier. Ainda segundo o comandate, o grupo que iniciou a rebelião tentou invadir outro pavilhão do presídio, mas foi impedido por cerca de 250 agentes penitenciários.

O presídio tem capacidade para 608 pessoas, mas atualmente tem 1.500 presos.

Responder

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.