RUI COSTA QUER SER GOVERNADOR DA BAHIA MAIS UMA VEZ

O governador Rui Costa (PT) registra candidatura e estima  que a campanha dele à reeleição deve gastar 25% dos recursos utilizados na eleição de 2014, quando teve receita de R$ 32.196.722,63, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral.

“[Acredito] que terei ¼ dos recursos de 2014. Se chegar a isso, se não for um 1/5. [A eleição] não é mais difícil por isso. É uma campanha singular e nova. Primeiro, pelo tempo. São sete semanas apenas contadas a partir desta próxima que virá. É uma campanha muito curta e nós vamos inovar em vários aspectos”, ressaltou, em entrevista à imprensa, durante a entrega do programa de governo e registro da candidatura no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, no CAB, em Salvador.

A legislação autoriza que o candidato ao governo gaste, no máximo, R$ 14 milhões. O petista ainda evitou entrar em polêmica ao comentar a decisão do presidente do PSB de Salvador, Waldemar Oliveira, de apoiar a candidatura de Celsinho Cotrim (PRTB) ao Senado.

“Acho que manifestações individuais irão ocorrer. Eu espero que todos se conscientizem que o que tem feito sucesso e garantido a vitória nossa, ao longo destes anos, foi a unidade do nosso grupo. […] Espero que as vozes ainda isoladas sejam convencidas de que a gente precisa ter dois senadores que ajudem a Bahia”, ressaltou.

Waldemar alegou que vai apoiar Cotrim depois de a senadora Lídice da Mata (PSB) ter sido retirada da composição.

Responder

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.